Estratégia, SAD

Crescer, manter ou reduzir?

Existem fases na vida de qualquer organização: todas nascem, muitas crescem, algumas emagrecem e outras infelizmente acabam por morrer.

O nosso clube é também uma organização empresarial e tem certamente uma estratégia que revê periodicamente. Somos então obrigados a decidir se pretendemos crescer, manter ou emagrecer.

Em princípio é claro que todos queremos crescer, ou seja, aumentar a dimensão, o prestígio, a implantação, o proveito do nosso clube. Com o objetivo de ter mais vitórias, para alegria de todos. E muitas festas no Marquês de Pombal.

Estamos mesmo a crescer? Não estamos. Há dinheiro que está a ser devolvido aos credores que poderia ser utilizado para suportar o crescimento adicional do clube. Esta estratégia é acertada? O leitor responderá por si próprio.

A nível nacional

O SLB é já o líder no “mercado” futebolístico nacional. Ganhamos o tetra e podemos ganhar o penta. Isso enche-nos de alegria e de orgulho. Acontece porém que só existe um campeonato da Liga, pelo que não há mais objetivos significativos a alcançar a nível doméstico. Que podemos fazer? Podemos trabalhar com os restantes clubes para elevar o nível e a projeção dos nossos campeonatos, o que nos faria maiores. No entanto é uma tarefa morosa, nem sempre compreendida, e a margem de progressão é limitada, à custa de esforços crescentes.

A nível internacional

O SLB é uma presença frequente (eu diria obrigatória!) na Champions, avançando até à fase de grupos pelo menos. Temos aqui margem para fazer melhor. Podemos ambicionar ser campeões nos próximos anos. E poderemos levar o clube para a galáxia dos maiores a nível europeu. No entanto estes progressos têm de ser feitos lenta e pacientemente.

Crescer, manter ou reduzir?

Enfrentemos os factos. Não há margem para um crescimento rápido, num projeto onde se pudesse empenhar mais meios. Resta-nos então “manter”.

2 Comments

  1. Edson Arantes do Nascimento

    Não percebi como podemos “ambicionar ser campeões [europeus] nos próximos anos. E poderemos levar o clube para a galáxia dos maiores a nível europeu”. É que isto é nada menos, nada mais, do que uma fantasia, pelo menos nos moldes que conhecemos. Ora, fantasiar é óptimo e sonhar é essencial, só que depois é importante ter cabeça para amparar os tijolos. Então, camarada, como? Sim, como?

  2. 12.º Jogador

    Sonhar é grátis!

    Podemos sonhar?
    O que estou a tentar equacionar é como e se poderemos lá chegar.

Deixar uma resposta

Theme by Anders Norén

%d bloggers like this: