Actualidade Benfiquista, Caixa Futebol Campus, João Félix, Luís Filipe Vieira

Félix, porquê nos juniores?

Depois da exibição fantástica que o menino encarnado fez na tarde de ontem frente ao rival Porto, já referida AQUI, muitas foram as dúvidas em relação a razão que fez com que Félix fosse chamado aos jogos dos juniores para a fase final do campeonato.
Muitos questionaram-se se seria esta chamada um retrocesso no processo formativo que tão bem o Benfica tem vindo a desenvolver, com vista a evolução do jogador e não a obtenção de títulos nos escalões formativos.
Posto isto tentamos explicar qual será o pensamento por trás da decisão da chamada de Félix , Jota e Nuno Santos ao seu escalão de origem.
Tendo em conta que o apuramento para a Uefa Youth League, se processa da seguinte maneira:
1: Caminho da UEFA Champions League: 32 equipas jovens dos clubes participantes na fase de grupos da UEFA Champions League, têm apuramento direto.
2: Caminho dos Campeões Nacionais: Os campeões nacionais de juniores das 32 federações melhor posicionadas nos “rankings” de coeficiente das federações da UEFA .
Como sabemos a Youth League é uma conquista que há muito Vieira tenta alcançar para massificar ainda mais o forte nome que o Benfica vai tento fora de portas nacionais.
Como este ano derivado a posição no ranking da Uefa de Portugal, no nosso escalão principal perdemos uma vaga para a UEFA Champions League e com isso a possibilidade de não permitir a geração seguinte do Caixa Futebol Campus participar na competição mais conceituada do seu escalão no ano vindouro, caso o Benfica não consigo alcançar pelo menos o 2º lugar na Liga NOS (ALGO QUE ESPEREMOS QUE NÃO ACONTEÇA).
Posto isto, a estrutura benfiquista opta por numa primeira fase entrar na competição pelo ponto 2 de acesso e assim explicar a chamada de jogadores mais maturados com andamento de jogos de II Liga aos juniores.
Ou seja, garantir o apuramento para a Youth League através do título de campeão nacional de juniores.
Parece nos uma opção bastante viável para garantir a continuidade da evolução dos nossos miúdos da Caixa Futebol Campus que tão bom talento nos tem presenteado.
 

3 Comments

  1. Green Morons

    Um passo de cada vez. A pressa é má conselheira.
    Félix está a ser acompanhado, treinando com a equipa A há várias semanas. Ninguém no país sabe mais do que RV sobre o assunto.

  2. Edson Arantes do Nascimento

    Não sabia dessa questão do apuramento, mesmo assim acredito que faria sentido eles baixarem nesta fase. É a fase final, onde há mais competição, e assim mantêm uma certa dificuldade. Eles não actuaram nos juniores na primeira fase, se não me engano, e ainda bem. Parece-me tudo mais ou menos normal.

  3. Shéu

    Hoje no jornal Record há um artigo da autoria do jornalista Nuno Martins, a propósito da discórdia quanto à “gestão dos miúdos” que nada acrescenta a não ser uma página a mais no jornal.
    Este post é mais elucidativo que este artigo de jornal.
    Os bloggers nos dias de hoje fazem mais serviço público que os próprios jornalistas que são pagos para o ser.

Deixar uma resposta

Theme by Anders Norén

%d bloggers like this: