O Benfica tem tido nos últimos anos um histórico bastante favorável nos confrontos com o Rio Ave no Estádio da Luz. No entanto, esta será provavelmente a melhor equipa da história dos vilacondenses e por isso, o jogo será tudo menos fácil.
A forma como Miguel Cardoso tem vindo a implementar o seu modelo de jogo faz do treinador vilacondense um dos melhores treinadores da Liga NOS e um sério candidato a dar o salto para um clube grande ou de uma liga maior.
No entanto, o Benfica joga em casa, com um Estádio da Luz quase cheio e onde os adeptos farão de certeza o seu papel e a equipa estará à altura das exigências. Além de que já sabemos, por aqui, que acabaremos por conseguir ganhar o jogo.
É extremamente importante que a equipa consiga recuperar bolas em zonas altas do terreno de forma a conseguir apanhar o Rio Ave mais desequilibrado. Caso a equipa seja ultrapassada nestas fases de pressão alta, será aí que o Rio Ave poderá causar maior dano.
O elemento escolhido para substituir Krovinovic terá grande preponderância no jogar da equipa, em particular, na sua capacidade de se mostrar ao jogo em zonas interiores ou mesmo entrelinhas, pois será aí que conseguiremos (ou não) assumir o controlo do jogo.
Quanto aos nossos adversários diretos, a jornada será difícil para todos: o FCP porque recebe um Braga a jogar muito melhor do que o FCP e o Sporting porque são vários os seus elementos que estão a acusar o desgaste de terem tido que fazer mais dois jogos para a Taça da Liga. Será por isso, uma jornada onde muito dificilmente todos os grandes conseguirão ganhar os seus jogos. Nós como somos os primeiros a jogar, temos que ganhar e esperar que os outros possam perder pontos. Jornada importante para definição das tendências do que acontecerá nas jornadas seguintes.
Metodologia 21ª Jornada.png

O que é que acham que acontecerá?