Liga NOS, Poll

Análises FCP-SLB

Jogo muito importante onde o Benfica conseguiu um resultado que nos permite mantermo-nos a 3 pontos da liderança.
Devido à sua importância, estamos a fazer uma análise detalhada dos vários aspetos do jogo e antes de a apresentarmos gostávamos de saber as vossas opiniões sobre o mesmo.
O que acharam? (a nível técnico, tático, escolha dos jogadores,…tudo menos arbitragem, pois não queremos fugir daquilo que realmente nos move, o jogo jogado!)

9 Comments

  1. aquaporina

    Jogo dividido enquanto os nossos defesas tiveram capacidade física para os duelos. Depois disso baixamos as linhas e tivemos dificuldades.
    Acho que a equipa demonstrou uma personalidade e confiança que ninguém esperava ao condicionar a saida de bola do Porto obrigando os centrais a bater na frente.
    Individualmente destacar as combinações do Krovinovic com o Grimaldo na 1a parte. Mas o LE cometeu muitos erros defensivos.
    Ofensivamente na 2a parte nunca tivemos capacidade para desiquilibrar. Jogando assim recuados e com uma equipa pressiona nota-se a falta de qualidade individual dos nossos avançados, por limitações físicas e por más decisões. Compare-se os duelos que foram vencidos pelo Ricardo e pelo Marega por comparação com a nossa ala direita.

  2. Edson Arantes do Nascimento

    Foi um início de jogo surpreendente, para mim.
    Ver o FCP em bloco médio-muito-baixo e a bater na frente sem qualquer lógica foi giro. Admito que sim. E fez-me pensar que ainda vamos a tempo de ser campeões, pela primeira vez em seis meses. Ver o FCP alinhar com Danilo (péssimo), Herrera (mau) e Sérgio Oliveira (BAHAHA) foi uma maravilha porque do nosso lado, só o Krovi chega para rebentar com estes tamancos. Como se viu: Krovi foi o melhor em campo, na minha opinião.
    Em relação à segunda-parte remeto para o comentário que fiz aqui no dia do jogo. Mas o FCP tem um modelo de jogo horrível, atenção, ou evoluem ou acabam como o NES. Até o Benfica em regime futebolzinho quer jogar mais do que eles, o que é fantástico para o nosso ego. O FCP é tudo à força, à bruta, em charuto, a bater em todos, ameaçar todos, não há paciência. Tirando aquele cruzamento do Brahimi para o tosco do Marega, julgo que 99 por cento das oportunidades do FCP vieram em bolas paradas e erros do Grimaldo. Muito bom jogo defensivo do Almeida.
    Com a entrada do Zivkovic ficou provado que poderíamos ter ganho o jogo. Havia espaço e tempo para explorar a maluquice do adversário. Estimado Vitórias, dá para meter dentro de campo quem sabe jogar à bola? É que não precisas de mexer muito – senão, nas tuas mãos, estraga – basta meter em campo quem joga melhor do que os outros. Repara que para mim saber jogar significa saber o que fazer com a bola nos pés…
    A terminar, um comentário com endereço: Mano Varela, estou contigo e não te largo!

  3. Ruben Pedro

    Eliseu a lateral esquerdo, Grimaldo no lugar de Pizzi, Zivkivoc extremo esquerdo. Eu testava…
    De resto concordo com muito do que está dito aqui.

  4. FelizBoss Mangolóide

    Estava calmo, estive calmo durante o jogo e continuo calmo. Sabia que não perdíamos.
    O Karma exerceu bem a sua função.

  5. Quem

    @Pelé
    Comentário perfeito. Nem mais.
    Obrigado e um abraço Benfiquista do Porto

  6. redwine

    Primeira parte perfeita, segunda, nem por isso. A equipa recuou muito, há sempre demasiado receio a jogar no porto. Zikovic entrou tarde na equipa; na minha opinião devia ser titular. É porventura o maior desequilibrador que o Benfica tem neste momento. Pizzi deve ir para o banco. Não tem condições físicas e emocionais para jogar neste momento; precisa de descansar.
    Obrigado.
    Abraço Benfiquista

  7. Bruno Costa

    Boa primeira meia hora de jogo de nossa parte, a conseguirmos neutralizar as saídas de bola do Porto e a chegarmos à frente através da melhor abordagem ao jogo possível e destacada em posts anteriores ao jogo: bola no chão, sem chutões para a frente, a construir. Inexplicavelmente (ou por mérito do Porto e das suas individualidades) baixámos de produção e não mais nos conseguimos recompor. Eles arranjaram forma de conseguir virar o jogo para o lado deles e nós não. É aqui que se nota a falta de soluções a partir do banco e não me refiro a jogadores.
    Segunda parte praticamente inexistente de nossa parte, perdendo o meio-campo à medida que Pizzi se ia apagando. No meu entender, bem Rui Vitória a retirar o transmontano e a lançar Samaris, principalmente porque o grego entrou e manteve-se no mesmo espaço de Pizzi, à frente de Fejsa e na mesma linha que Krovinovic. Notou-se menos a influência que a entrada do nosso 7 poderia trazer, visto que poucos minutos depois Zivkovic foi expulso. Pego também na questão dos extremos, pois nesta segunda parte Rui Vitória poderia ter feito entrar Rafa e Zivkovic de forma a refrescar as alas, dar alguma dinâmica e critério ao nosso jogo, aproximar a equipa de Jonas e também para aproveitar a profundidade que o português nos poderia trazer, acabando por empurrar o Porto um bocado mais para trás. Acabou por tentar aproveitar essa profundidade com a entrada de Jiménez, mas aí já me pareceu tarde demais visto que já jogávamos somente com 10 jogadores.
    Melhores de nossa parte: Varela, Fejsa (monstruoso) e Krovinovic. O nosso guarda-redes a comprovar o que já conhecíamos dele; forte entre os postes. Quanto a vocês não sei, mas vou notando uma melhoria no controlo da profundidade por parte dele, não sei se por sentir-se menos pressionado nesta fase ou porque talvez o tempo que tenha passado no banco lhe tenha feito bem. O tempo o dirá. Quanto ao sérvio, mais do mesmo: posicionamento, leitura de jogo… Com ele estamos sempre mais próximos de acabar o jogo sem sofrer golos. Pena a defesa não estar ao nível da sua qualidade. Finalmente, quanto ao croata também já não há muito a acrescentar… Só decidiu mal por uma vez e foi na segunda parte, quando rematou desenquadrado em vez de meter a bola para o centro onde já lá estava Jonas. De resto, simplicidade de jogo, transporte de bola, inteligência. Desde que ele entrou na equipa o nosso jogo melhorou logo.
    Valeu-nos o empate e o facto de nos termos mantido a 3 pontos da liderança. Continua tudo nas nossas mãos, portanto é rezar para que tenhamos algumas prendas de qualidade no sapatinho.

  8. Benfiquista Primário

    Tivemos uma entrada à Benfica, acho que pela segunda vez em jogos grandes com o Mister Fezadas…fiquei muito surpreendido, não estava nada à espera. Aos 3 minutos, já tínhamos um livre lateral e dois cantos – o que traduziu o nosso assumir da posse de bola e o nosso domínio.
    Depois, ainda não percebi bem porquê (talvez a vossa análise detalhada me esclareça), o Fruta Corrupção Pancadaria ajustou tacticamente – foi a passagem de Marega para o meio, ao lado de Aboubakar, com Herrera a derivar para a ala, que nos começou a impedir de sair a construir desde trás, como estávamos a conseguir contra todas as minhas expectativas? A partir desse ajuste deles, o jogo ficou equilibrado e assim foi até ao intervalo. O problema é que o intervalo é o tempo de intervenção dos treinadores no jogo…o Gustavia Santos dos treinadores deve ter exigido que mantivéssemos toda a ‘determinação’ e toda a ‘convicção’ e pouco mais…do outro lado, não sei o que fizeram (embora calcule…), mas a segunda parte foi mais de acordo com o que têm sido os jogos grandes do Benfica de Fezadas: uma humilhação, um banho de bola (sem precisarem de terem grande futebol…) e uma sorte descomunal. Não fosse o facto da bola atrapalhar tanto o bom do Marega…
    Quanto a escolhas de jogadores, já desisti…e fico possesso com benfiquistas a acusar o melhor extremo do plantel Zivkovic, pois claro)de não render o que vale, com 10 minutos aqui, bancada, bancada, banco, banco, meia-hora acolá…
    Mesmo assim, já não foi mau que o Mister Fezadas não tenha invertido o triângulo do meio-campo, mantendo Pizzi e Krovinovic médios interiores. Confesso que receava que ele jogasse com duplo pivot defensivo, ou seja, com o Samaris a atrapalhar o Fejsa…

  9. Benfiquista Primário

    *Gustavo Santos dos treinadores

Deixar uma resposta

Theme by Anders Norén

%d bloggers like this: