Antevisão, Champions League

O nosso 11 para ganharmos 5-0

Neste jogo o Benfica terá que partir para cima do adversário e procurar ganhar, se possível, por mais do que um golo. Com o nosso 11, a vitória por 5-0 seria uma mera formalidade.
Tendo em conta o que foi o jogo na Luz, os jogadores ausentes e a análise do CSKA, hoje jogaríamos em 4-3-3 para:

  • ter mais jogadores na 1ª fase de construção de modo a garantir mais segurança nesta fase (perante a menor capacidade dos centrais de sair a jogar);
  • impedir as transições ofensivas do CSKA de forma mais eficaz;
  • não ter nenhum jogador mais fixo que se desse à marcação dos 3 centrais;

Na ala direita da defesa, jogaria com Douglas. Melhor com bola, poderá ajudar a fazer a diferença ofensivamente.
No meio-campo, Fejsa como pivot e Pizzi e João Carvalho à sua frente, com este último a jogar mais avançado e entrelinhas.
Nas alas ofensivas, Zivkovic na direita e Rafa na esquerda. Na frente, Jonas.
Os restantes e inevitáveis Varela, Jardel, Luisão e Grimaldo (por favor, recupera!).
Com tanto cérebro e velocidade de execução, e face à diferença de qualidade dos intervenientes, apenas o frio poderia fazer com que o Benfica só ganhasse por 4-0. Como sabemos que Rui Vitória não irá optar por estes jogadores, o resultado não será este e estamos em crer que só iremos ganhar 3-0.

E vocês qual seria o 11 que colocariam de início? Prognósticos?

 

17 Comments

  1. Fernando Aguiar

    Pegava no vosso e, por impossibilidade de convocatória tirava Jonas e metia Jiménez. Na defesa até deixava o Jardel, mas hesitando entre meter Samaris a segundo central, uma vez que parece dar-se bem com a posição quando na Rússia.

  2. Ruben Pedro

    Nas circunstâncias em que nos encontramos acho fundamental jogarmos com 2 avançados no centro, Jonas e Raul por exemplo. O Benfica em casa com o CSKA jogou em 4-4-2 e o sistema e a dinâmica do mesmo resultou, pecamos sim pela pouquíssima eficácia! Ora, na linha média não há que iventar: Fejsa e Pizzi no centro, Gonçalves e Salvio nas alas. Nas alas sempre poderíamos por um médio com características de médio interior e muito bom a fechar e a defender, neste caso Cervi pode render Gonçalves. Linha defensiva: Luisão e Jardel no centro, Grimaldo e Douglas nas laterais. GR: Varela, obviamente.

  3. Edson Arantes do Nascimento

    O “monstro” F. Augusto agora é titular indiscutível do Benfica… Foda-se, que nojo.

  4. Ruben Pedro

    Rui Vitória a colocar 6 jogadores no 11 (mais de meia equipa) com jogadores que neste momento deviam estar na segunda linha do Benfica, se é que tenham ambição de ganhar alguma coisa este ano, sendo estes: 1-Varela, 2- Almeida, 3-Jardel, 4-Eliseu, 5-F Augusto, 6-Pizzi.
    Se calhar eu é que não percebo nada disso…

  5. Fernando Aguiar

    Tira Pizzi e mete Sálvio e subscrevo.

  6. Concordo com o teu 11 e nem entendo sequer outro meio campo (a 3) que não esse para este jogo.

  7. BAS

    Quanto tempo mais?
    Não são evidências suficientes?
    Dezembro no dragão e em Vila do Conde, será que o laboratório do RV pode ao menos escolher os melhores para os próximos jogos?
    Janeiro fora da Europa é a oportunidade para reduzir plantel e puxar o talento emergente (J.Carvalho, Pepê, Kalaica, Parks, Gedson).

  8. Fernando Aguiar

    O emagrecimento do plantel quer dizer que Carvalho, Kalaica e outros serao sim emprestados, com umas clausulas…

  9. Edson Arantes do Nascimento

    Mais um jogo para esquecer… Lamentável. Andávamos mal habituados, pensava que já tínhamos passado a fase de jogar à retranca com equipas de coxos. Quanto mais tempo passa, mais jogam os brutamontes. E menos futebol se joga, aliás, neste momento é mesmo um futebolzinho de merda. Por muito desequilibrado que seja o plantel, o Benfica não é isto.

  10. Fernando Aguiar

    A ver Sheffield Wednesday neste momento. Aqueles processos quando comparados com os nossos parece que é o City. #justsayin

  11. BAS

    @Fernando Aguiar
    Que tal parar de desconversar?
    Já basta estar furioso com este resultado, parece básico concentrar no que interessa é acrescentar soluções à conversa.

  12. É incrível como mantemos os mesmos problemas que no início do ano… principal problema: fase de construção, tal como previ logo no primeiro ponto… “ter mais jogadores na 1ª fase de construção de modo a garantir mais segurança nesta fase”. Vejam o sufoco até ao primeiro golo do CSKA… no dragão vai ser bonito…

  13. BAS

    Não há fase de construção: há chutão para a frente. Não há ligação entre sectores. Não há pressão na organização defensiva (a não ser entre sectores, que nunca se desfazem mesmo quando os defesas contrários são miseráveis tecnicamente e a probabilidade de recuperação de bola é enorme). Não há apoios ao portador. Nenhum jogador melhora com este gajo. Lança jovens da B indistintamente (Clésio, V. Andrade, lembram-se).
    Dá para sequer pensar em ter um treinador? Ou isso é ofensivo?
    Tenho de me resignar a perdas de bola sucessivas? Passes inconsequentes? É isto? 5J 5D sem sequelas?
    F*d@-se para este gajo (que chutou as culpas para os jogadores!!!!!)

  14. Edson Arantes do Nascimento

    Desculpa Chalana, o que dizes seria verdade nas outras duas épocas. Com melhorias pontuais em determinados processos a coisa avançou. Mas neste momento o problema não é a fase de construção ou outra fase qualquer. É todo o processo que nos surge dentro de campo. Não há ponta por onde se lhe pegue. Ah e se é para andar assim, prefiro o 442, que nunca mais me apareça este 433 de bloco baixo pela frente. Nojento.

  15. Benfiquista Primário

    Com este arquétipo de banalidade incompetente a fazer de treinador, tanto faz jogar com as crianças do Hospital Dona Estefânia ou com o onze do Real Madrid.
    A cada dia que passa com o Mister Fezadas, só estamos a perder:
    – tempo
    – dinheiro
    – prestígio
    – respeito dos adversários
    – jogos atrás de jogos
    – a hegemonia nacional, que tanto nos custou reconquistar…
    Nunca devia ter sido contratado – como defendo desde Junho de 2015…Brian Ruiz e João Carvalho puseram-lhe dois milagres nas mãos. Mas os milagres não são regulares, por definição, e não é suposto que um grande clube dependa de milagres!
    Já chega de Mister Fezadas! Que vá escrever um livro a meias com o Gustavo Santos e nos desampare a loja.

  16. Ruben Pedro

    Está quase tudo mal. Treinador com medo de arriscar, teimoso em não retirar jogadores do 11 em baixo de forma, este sistema do 4-3-3 com Jonas sozinho na frente não lembra o diabo. Quer colocar 3 elementos no miolo do terreno para esconder a fraquissima estratégia defensiva/qualidade defensiva de quase todos os jogadores, isso é óbvio demais. André Almeida, como é que é possível em 10 cruzamento fazer 1 aceitavel, nem para uma equipa segunda liga vale. Depois de Samaris apresentar-se bem em Manchester (muito melhor que o cepo do F Augusto), homem da casa há anos, aguerrido, ontem no banco. Pizzi até dá nojo, a unica coisa que faz este ano é ir constante mente ir buscar jogo a metro e meio dos centrais, defender zero, pressão 0, criatividade 0, está à vista de todos menos do treinador. Salvio parece mais empenhado nas redes sociais do que dentro de campo, ontem viu-se isso. Salvio da primeira parte, a merda do costume, na segunda parte atrás do prejuizo parece que tinha feito coca. Raul joga 15 minutos por semana / 90 minutos por mês (22 milhoes de euros), Seferovic já nem é opção, o que veio Gabriel Barbosa fazer??? Douglas atrás de Almeida até quando??? temos aqui muito mais merda do que costume…com muita pena minha.

  17. Fernando Aguiar

    O cepo do Filipe Augusto era tão só um dos melhores do Benfica quando saiu. NNão diz que FA seja bom diz que os outros estavam mal. O Samaris, como já se disse por aí é neste momento o nosso terceiro ou quarto central. No meio servirá para um joguito ou outro do campeonato ou da taça.
    Agora, como já vi noutros sítios, porque raio é que para fazer de Krovinovic, num jogo que precisamos de ganhar, joga FA e não o João Carvalho? O Sálvio ao intervalo já tinha assassinado mais jogadas do que o lateral esquerdo do CSKA, no entanto o Ziv entrou a 10 minutos do fim para o lugar do Eliseu e o Cervi entrou para o lugar do Diogo e o Rafa não saiu do banco.
    @BAS eu não desconverso. Agora, quando vejo uma equipa pejada de coxos, como é o Sheffield Wednesday, a sufocar um adversário de qualidade individual semelhante, e mesmo a perder a um minuto do fim consegue uma jogada com cabeça, tronco e membros que lhes dá o empate, na mesma noite em que o Benfica fez… aquilo em Moscovo, passo-me!
    Não digo que é para ir buscar o Carvalhal ao Wednesday, mas mais do que os jogadores, tem de se falar do que o treinador faz. O exemplo do Carvalhal é paradigmático. O Wednesday tem processos que faz com que os jogadores pareçam melhores do que realmente são. O Benfica tem processos (lol) que fazem os bons parecer maus. Isso não é desconversar, infelizmente.

Deixar uma resposta

Theme by Anders Norén

%d bloggers like this: