Análise

Uma melhoria abismal

As coisas não estão nada fáceis para os lados da Luz. Mesmo contra uma equipa do Campeonato Nacional e a jogar com alguns dos melhores jogadores, o Benfica não conseguiu ir além de uma vitória pela margem mínima.
No entanto, e para justificar o título, foi bem melhor marcar logo no 2º minuto através de um avançado do que no últimos dois anos onde marcámos em tempos de descontos através dos centrais (Luisão o ano passado e Jardel há dois anos, respetivamente frente a 1º Dezembro e Vianense). Ficam-se por aqui as melhorias.
Conforme já o dissemos aqui e aqui, este jogo pedia a entrada de jovens jogadores com muita qualidade (!) e que pudessem mostrar a Rui Vitória que existem outras opções para além das que o treinador português tem recorrido.
Kalaica, João Carvalho e Diogo Gonçalves, ao contrário de Rúben Dias, não tiveram oportunidade de se mostrar desde início. Claro que ainda deu para ver João Carvalho e Diogo Gonçalves a mostrarem que qualidade não lhes falta nos poucos minutos que tiveram direito, mas não nos parece que esse tempo seja suficiente para que Rui Vitória os considere como possíveis elementos a ter em conta para as suas escolhas.
Jogar com Grimaldo, Fejsa e Pizzi frente a uma equipa do Campeonato Nacional devia dar castigo imediato ao treinador. Foi para não correr o risco de ser castigado que RV pediu aos 3 para entrarem mas jogarem pouco. Não ter poupado os 11 titulares que vão jogar 4ªF contra o Manchester United não nos parece ser de longe a melhor opção, principalmente com o ciclo de jogos que aí vem.
Jogadores
Não sei se Svilar é espetacular ou não, até porque com 18 anos ainda errará muitas vezes, mas tal como temos dito, se os outros dois não servem de certeza, coloque-se a jogar um que ao menos ainda temos dúvidas sobre se servirá ou não…
Quanto a Douglas sabe dominar uma bola, o que é um ponto a favor na luta com André Almeida. Defensivamente teve várias semelhanças com uma auto-estrada (era vê-los passar) e ofensivamente não desgostei de tudo e é capaz de ser um ligeiro upgrade em relação a André Almeida. Juntos, os dois não fazem meio Nélson Semedo. Coxo.
Rúben Dias: já percebeste a diferença Rui Vitória? #nocomments
Grande golo de Gabriel, pena que tenha tido que ser substituído no minuto seguinte; estava ansioso por ver o que poderia fazer neste jogo.

E para vocês quais os jogadores que se destacaram?

(não vale escolher o Encada!)

 
 

5 Comments

  1. Fernando Aguiar

    Que limitação isso de não se poder escolher o Encada. Porque o Encada de facto mostrou quão Douglas é alternativa ao André Almeida. Se o critério, até como o Pelé disse no outro, controlar uma bola, então já lá tinhamos o Pedro Pereira, com bem menos idade e portanto com menos defeitos para perder. Bom, ou então mais para ganhar… É ir ver os dois jogos da época passada e pré-temporada do Português e comparar com o que Douglas fez. Para já é esperar pelo jogo com o Manchester, mas para primeiras impressões o facto de não termos ficado com a sensação de que há alternativa ao Nelsinho não é um bom cartão de visita.
    Como me queixei no outro post, Fejsa e Grimaldo a titulares é de um absurdo completo. Filipe Augusto tem de chegar e sobrar para uma equipa do terceiro escalão e poderia até, se o treinador o quisesse, ter ganho aqui um capital animíco quer próprio quer junto dos adeptos. Ver Grimaldo no chão agarrado ao pé depois do pisão causou arrepios? Causou, então não! Qualquer toque por um “tosco” qualquer arrepia porque se traduz em regra em duas a três semanas de paragem. Com dois jogos frente ao United havia toda a necessidade de arriscar pois claro!
    A inclusão do Pizzi até se compreendia se fosse para testar uma alternância entre ele e Krovinovic. Se ocorreu não funcionou e o português devia ter saído ao intervalo. Quem entrava? A minha escolha antes do jogo seria o Chrien. Depois do jogo dou razão a todos os que clamam por Carvalho. Confesso que não conhecia o português o suficiente. Neste momento quero conhecer e o RV não deixa…
    Se o Ruben Dias não for titular daqui para a frente o RV devia ser despedido com base nessa premissa só. O Rafa não esteve mal, mas aquele bloqueio em frente à baliza tem de ser tratado e depressa. Se finalizasse como deve podia ser uma espécie de João Pinto. Assim é só um “João Pintas”.

  2. Fernando Aguiar

    «Não sei se Svilar é espetacular ou não, até porque com 18 anos ainda errará muitas vezes, mas tal como temos dito, se os outros dois não servem de certeza, coloque-se a jogar um que ao menos ainda temos dúvidas sobre se servirá ou não…»
    Esqueci-me de comentar isto. O ponto mais positivo do Svilar pareceu-me ser o não estar preso à linha de baliza nas funções defensivas. Acho que o vi mais vezes a sair da baliza do que Varela e JC juntos esta época. Quanto a construção ainda não é bem o que se quer, como o abuso de passes que os colegas mais veteranos fizeram deu para ver.

  3. Roberto Camus

    Em relação ao Douglas, estou optimista. É bom tecnicamente e para quem se lembra de que Nelson Semedo também precisou de treinar a parte defensiva, estou convencido de que não vai demorar muito tempo até aprender.
    Deu muito espaço ao puto do Olhão, que é mesmo muito rápido, passou por ele 2 ou 3 vezes. No fim já não o fazia quando Douglas recebeu ordens para o marcar em cima. Nem o Semedo o ia buscar se lhe desse o espaço que Douglas lhe deu.
    Quanto ao Svilar, gostei e penso que agarrou o lugar. É tão bom ou melhor a sair do que o Ederson, é mais leve e rápido, e tem reflexos muito rápidos. Em relação aos reflexos, nunca me esqueço do Bento, magro, baixo (1,73) mas rápido como um relâmpago! E saltava mais alto do que outros com mais 20 cm de altura.
    O Gabriel é muito bom tecnicamente, precisa apenas de alguns meses de treino e integração táctica na equipa.
    Vamos com calma!

  4. Fernando Aguiar

    Eu acho que calma temos todos até demais. A saída do Nélson está praticamente apalavrada desde que se contratou o Pedro Pereira. Moral da história, seis meses a treinar e depois não serve e tem de se ir ao mercado buscar um sucedâneo. Neste momento, tirando essa posição acho que o problema do Benfica se resume a treinos aparentemente deficitários e falta de coragem em apostar no Seixal.

  5. Benfiquista Primário

    E houve outra melhoria abismal, em relação aos últimos jogos: marcámos primeiro e não deixámos o colosso de Olhão empatar! Não caibo em mim de satisfação!
    O jogo também serviu para mostrar aos profetas do 4x3x3 que andam por aí que, como alguns de nós prevíramos, a mudança de sistema por si só não ia fazer milagres…quando não há qualidade de treino nos quatro momentos do jogo, tanto faz que o sistema seja 4x1x3x2, 4x3x3, 3x5x2 ou o 2x1x7 que o Mister Fezadas utilizou no final do jogo contra o CSKA…
    Coisinhas boas: Svilar pareceu-me ser o melhor clone de Ederson possível! Só não precisar de uma ameaça de bomba no estádio para sair da baliza já é uma excelente notícia para o nosso controle da profundidade. Só espero que tenha ganho o lugar – é aproveitar agora que o JC está lesionado porque depois o Mister Fezadas já não tem tomates. Devo ser o único, está visto, mas até gostei do Douglas com bola. Integrou-se sempre bem na construção e criação, por dentro e por fora, e não cruzou para a molhada só porque já tinha passado a metade do meio-campo…a defender, erros básicos a fazer contenção (parecia estar a confundir o adversário com o Luisão, tentando manter a linha defensiva com ele!…), mas nada assim tão pior que o Nélson Semedo, quando começou a jogar no Benfica…espero que também tenha ganho o lugar – construimos com os extremos dentro, precisamos de laterais ofensivos que assegurem jogo nos corredores.

Deixar uma resposta

Theme by Anders Norén

%d bloggers like this: