O jogo mais difícil do campeonato até agora, tem lugar amanhã em Vila do Conde.
Tanto pela qualidade do adversário, como o próprio histórico de confrontos entre as duas equipas nos últimos anos, fará o Benfica viajar com toda a cautela para o Estádio dos Arcos.
Caso o jogo esteja complicado, como se prevê, Raúl Jiménez será com certeza a primeira carta a saltar do banco de suplentes, ou não fosse ele o autor dos únicos golos (vitórias 1-0) nos últimos 2 anos. Aos 73 e 75 minutos. No ano anterior havíamos lá perdido por 2-1.
A somar a tudo isto, o Rio Ave segue com 3 vitórias em 3 jogos na Liga Nacional. O mesmo que o Tetracampeão Sport Lisboa e Benfica, portanto.
O Benfica terá a difícil tarefa, não só de ganhar o jogo, mas também de provar que não existe uma equipa a jogar em casa e outra a jogar fora.
Nos jogos dos nossos rivais diretos, a maior dificuldade do jogo do FCPorto deverá ser compensada pelo cansaço das competições europeias que os minhotos deverão enfrentar. Quanto ao Sporting, apesar da menor dificuldade teórica do jogo, a transição de um jogo da Champions para um do campeonato nunca é fácil de realizar.
Metodologia 4ª Jornada