Antevisão

Antevisão da Supertaça Cândido de Oliveira

Este é o troféu mala-pata para o Benfica. Para ilustrar esta afirmação basta dizer que temos mais Taças da Liga (7) do que Supertaças (6). E só houve 10 edições da Taça da Liga…
Por isso, neste jogo não partimos como favoritos. Não partimos nem queremos partir. Queremos é ganhar a Supertaça e igualar o número de Taças da Liga. O resto não interessa. Para amanhã é necessário jogar não como se fosse o último jogo da época, mas com a perfeita consciência de que é o primeiro. E isto acarreta muitas implicações: as pernas pesam mais e não irão obedecer ao que a cabeça pretende; o mercado continua aberto e há jogadores que não têm a cabeça em cima dos ombros; há outros que tremem ao imaginar que virá aí o Messi da sua posição para reforçar a equipa; há jogadores que ainda não assimilaram as rotinas que o treinador pretende enquanto que há outros que ainda não assimilaram as rotinas sequer para pedir um café na pastelaria…
Por estas e outras razões, amanhã interessa trazer o caneco para casa. Se até agora o que interessava era compreender o modelo de jogo e o que era pedido a cada um, amanhã o que interessa é ganhar. Jogando bem ou mal.
Rui Vitória não deverá proceder a nenhuma surpresa no 11 e deverá avançar com Varela ou Júlio César na baliza  (dependendo ou não da recuperação deste), André Almeida ou Buta (pela mesma razão), Luisão, Jardel e Grimaldo; Fejsa e Pizzi; Sálvio e Cervi; Jonas e Seferovic.
Porque fisicamente Jardel ainda não me parece a 100% (mesmo não tendo em conta a lesão que teve no jogo contra o Arsenal) e face à especificidade do ataque do Vitória, jogaria com Rúben Dias ao lado de Luisão. Maior velocidade e controlo da profundidade aliadas a uma vontade extrema em mostrar serviço. Se Jardel não recuperar da lesão e RV optar por fazer alinhar Lisandro, as dificuldades para parar as transições ofensivas do Vitória aumentarão exponencialmente.
Como extremos, faria alinhar Rafa na esquerda e Zivkovic na direita, na procura de tirar vantagem do espaço interior entrelinhas que o Vitória costuma deixar. Com Sálvio e Cervi têm-se mais transições quando o que o jogo deverá pedir será paciência na organização ofensiva precavendo a transição defensiva, pois o Vitória não se remeterá a baixar as linhas e a meter 11 atrás da linha da bola. Aí os rompedores poderiam (ou não) fazer mais sentido.
Seja como for, é chegada a altura de deixar de cantar #paraoanohámais e começar a jogar para que #amanhãsejaoprimeirodemuitos!
Qual o vosso 11 para amanhã?
 
PS: estejam ao corrente dos novos posts, adicionando o vosso e-mail na barra lateral do lado direito e sigam-nos no Facebook e no twitter @Unum1904!
 

1 Comment

  1. Benfiquista Primário

    O meu onze seria:
    Varela
    André Almeida, Luisão, Jardel, Grimaldo
    Fejsa
    Zivkovic, Pizzi, Rafa
    Jonas, Seferovic
    Mas como Zivkovic nem está convocado por lesão, jogava com o Cervi no seu lugar. Mantendo o modelo de extremos falsos, para ligar o jogo interior com Pizzi e Jonas.
    Mas isso sou eu, que estou a fingir que não reparei na renovação do Red Pass Relvado de Dom Salvio…

Deixar uma resposta

Theme by Anders Norén

%d bloggers like this: